domingo, 17 de abril de 2011

Sentimento aprisionado

As palavras prendem-se como nós
No hipnotismo que sua imagem traz
Perco-me em seus olhos e perco a voz
De dizer o que sinto, sou incapaz

E esse meu medo, meu pior algoz,
Ri da minha cara, me empurra pra trás
Te afasta de mim mesmo estando à sós
Em cadeias frias prende minha paz

Sentimento preso em grilhão atroz
Luta contra toda essa insensatez
No desespero do sonho do nós

Já não sabe mais o que é estupidez
Se contorce, e puxa, e grita feroz
Mas não se liberta da timidez

v.: 0.1

4 comentários:

  1. fiqueiii sem palavras ante tantas palavras que exprimem...o que sinto!!!
    Perfeitooo aLê

    =**

    ResponderExcluir
  2. “Há prisões piores que as palavras.” - Livro A Sombra do Vento.

    ResponderExcluir

Mundo Pittônico das Ideias